sexta-feira, 5 de dezembro de 2008

FORÇA, FÉ E FINAL FELIZ!


Luiz de Camões, poeta português, narra em seus cantos e decassílabos perfeitos, a epopéia portuguesa em os Lusíadas, cujo o tema principal , atende para a descoberta do Almirante Vasco do Gama do novo caminho para as índias. Camões canta todos os percalços dessa corajosa viagem. As batalhas, as tempestades, os monstros do mar. Nesse épico, os portugueses, liderados por seu bravo Almirante, se apoiam em sua fé e em seus corações para vencer toda e qualquer dificuldade.


Mal comparando, é o nosso caso agora. Talvez não com tanto lirismo, promessas de finais felizes e exaltação do "povo Vascaíno." A grande semelhança se dá mais por conta ,e caminha lado a lado,dos grandes, aliás, imensos percalços que tivemos e teremos.Fantasmas(do rebaixamento), Mau agouro(dos adversários), Traidores da causa( metaforicamente, como no caso de Valmir...é, talvez nem tão metafóricamente assim), tempestades(emocionais) , tudo isso esta presente na nossa jornada.


Na verdade, nossa história, com pretensões literárias épicas, pode acabar por desembocar num grande dramalhão mexicano com uma fundamental diferença, todos choram mas não há nenhum casamento. Pode ser também como uma novela, dessas que reprisam de tarde, onde há sempre o mocinho, e é esse que estamos a procura, e o vilão, que em caso do mocinho não aparecer poderá ser multifacetado e interpretado por diversos dos nossos "artistas". Podemos nos desviar também para o caminho da sétima arte, e comparar nosso enredo, ao de um filme desses de ficção científica americano, onde não se espantem se o imponderável der as caras como centro das atenções.


O que eu quero dizer no fundo, e ecredito não duvide, é que estaremos salvos no fim de tudo. Pois todas essas obras guardam ao menos duas semelhanças. Uma é que invariavelmente, em algum ponto, enveredam-se para o suspense. A outra é de que haverá de ter sempre um final feliz, ou pelo menos na grande maioria das vezes. Estamos apegados a isso, a esperança, a nossa fé, e aos nossos corações, bengala utilizada também pelos portugueses nos cantos de camões, além claro, da confiança plena em Vasco da Gama, que todos nós temos ou deveríamos como Vascaínos.


Força, fé, e final feliz



O sentimento não para!


EU ACREDITO!

Um comentário:

  1. Sonhei com o Vasco ganhando de um time rubro-negro por 2x1,só que no fim parecia que mesmo com o resultado os torcedores estavam tristes e aquele resultado não tinha sido suficiente!!!!!
    Mas não to com medo,pois sei que o Vasco é tudo!!!!É um dos maiores do país,do continente e do mundo!!!!
    Vamos fikar Almirante!!!!

    Saudações Vascaínas!!!!

    ResponderExcluir

Sinta-se a vontade para expressar sua opinião sendo Vascaíno ou não.

Saudações Cruzmaltinas