segunda-feira, 9 de março de 2009

O importante é a consciência


Mais importante que a vitória de ontem, foi todos terem tido consciência de que não fizemos uma boa partida.Por vários motivos. O calor que batia quatro horas da tarde na Colina era massacrante, desumano. Continuar marcando jogo as 4 horas no verão do Rio de Janeiro é uma atrocidade. Aproveitando a emenda, gostaria de lavrar outro protesto, endereçado aos senhores que montam a tabela do campeonato. O que será que passa na cabeça do cidadão que diante do seguinte dilema operacional " Vasco x Botafogo-clássico carioca", resolve por bem marcar para uma quinta-feira, e como se isso já não bastasse, escolhe o excelente horário das 19:30 como ideal. Eu desisto, isso é uma palhaçada.


Nao jogamos bem, mas foi o suficiente para bater o Friburguense. O Vasco entrou pressionando, adiantando a marcação, roubando a bola na intermediária e armando contra-ataques. Nesse momento ia bem. Carlos Alberto buscava jogo e encontrava muito espaço nas costas dos volantes do friburguense. Não tardou a sair o gol. Fagnér, que fez partida discreta, tocou bela bola para Carlos Alberto definir com categoria.A partir daí o Vasco diminuiu o ritmo, recuou a marcação e cedeu espaços para o friburguense que, contudo, era inoperante no ataque.O Segundo tempo começou, e o Vasco melhorou um pouco, novamente adiantando a marcação. E fazia algo que para torcida pode paracer irritante, mas para o time é fundamental; ter paciência. Girava a bola de um lado pro outro até encontrar uma brecha. Carlos Alberto fez questão de abrir logo uma por conta própria. Fez excelente jogada pela direita, cruzou, elton dividiu com o goleiro e empurrou pra dentro. Pimpão, que entrou na vaga de Alex Teixeira, recebu na meia lua, limpou o zagueiro e acertou uma bomba para fechar a conta em São januário.


Um jogo em que Vasco, quando resolveu pressionar e jogar futebol, foi muito bem. Em virtude do calor, e da falta de ritmo, isso não foi possível a todo tempo. O time perdeu muito com a saída de Carlos Alberto, poupado para o clássico.Sentiu muito a falta de Nilton e Paulo sérgio, especialmente do primeiro. Matheus é utíl, e apesar de alimentar espereanças e briga por posições, pode tirar o cavalinho da chuva quanto a querer ficar com a vaga do Niltão!


Quinta Feira teremos que mostrar muito mais!

3 comentários:

  1. Será que o Carlos Alberto tomou jeito, de vez?

    Tomara!

    Abração!

    diletra.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. o conteúdo da entrevisata do coelho está nos sites supervasco.com enetvasco.com.br veja lá e abraços, leandro...aparece lá no blog irmão...abs

    ResponderExcluir
  3. Ae Leandro... Adorei teu post

    coloquei lá no blog o Sentimento não Para!

    Pus teu link e teu nome e coloquei na tua coluna

    A PALAVRA DO ALMIRANTE!

    Parabéns e concordo plenamente

    VASCO X BOTAFOGO 19:30 É FODA!!

    ResponderExcluir

Sinta-se a vontade para expressar sua opinião sendo Vascaíno ou não.

Saudações Cruzmaltinas