sexta-feira, 26 de junho de 2009

A vez do Primo Pobre!



Enquanto o primo rico desfila suas pedaladas e falta de objetividade por gramados Sul-Africanos, O primo pobre, made in Volta Redonda, fará sua primeira partida com a camisa do Vasco. Estou falando, evidentemente, do atacante Robinho, que formará o trio ofensivo Vascaíno, ao lado de Carlos Alberto e Alex teixeira, diante do Figueirense. Ao contrário de seu primo Rico, que possui lugar cativo entre os titulares sabe-se lá porque, nosso Robinho fará uma espécie de jogo da sua vida. Pedaladas e falta de objetividade não serão vistas por aqui com bons olhos, como acontece lá em Johanesburgo. Por aqui, nós queremos ver gol.

Robinho fará sua estréia em uma situação desconfrotável para qualquer atacante, pois terá a missão de resolver um problema que nenhum dos outros atacantes, até aqui, conseguiu resolver, ou seja, empurrar a esfera para além da linha de gol adversária. Mas, ao mesmo tempo que é desconfrotável, pode também vir a ser consagradora. Vai que ele mete dois gols e o Vasco sai vencedor? Isso certamente lhe garantiria mais chances na equipe titular, talvez lhe garanta até uma musiquinha na sua partida em São Januário. Dorival testará uma formação com Carlos Alberto como atacante, o que no meu modo de ver pode ser válido. Carlos Alberto tem habilidade acima da média, e ao receber uma bola mais próximo a área tem recursos suficiente para se livrar de marcadores e chutar em gol. Recursos esses, por exemplo, que nenhum atacante do elenco possui.

Antes de Robinho fazer gol e se consagrar, antes de Carlos Alberto fazer gol, precisamos mesmo é fazer gol, nem que seja através de Vilson ou de Fernando Prass. E mais que fazer gols, precisamos vencer. Acredito que nesse momento conturbado que passamos, um jogo fora talvez seja melhor do que um jogo em São Januário. Digo isso porque, nós Vascaínos cariocas, somos os seres mais impacientes do mundo. Já foi-se o tempo de aplaudir empates e derrotas,exigimos vitórias, e as queremos tranquilas já nos 5 minutos iniciais de jogo, o que nem sempre é possível. Por isso que aos 15 minutos já estamos perdendo a cabeça com qualquer passe errado, com qualquer finalização torta. Jogamos, ainda que sem perceber, contra o time. E o time, que é muito jovem, na ânsia de acertar, erra cada vez mais. Uma boa vitória contra o Figueirense fora de casa, pode reestabelecer a confiança abalada. Assim espero.

5 comentários:

  1. Vejo o vasco muito bem na competição, esses jogas sem ganhar é normal, pior é o meu que tá se arrastando

    ResponderExcluir
  2. o Vasco precisa se cuidar, pois aqui em SC este jogo entre vcs e o Figueirense, tá com cara de decisão....eles tão levando muito a sério isso e de o Dorival não montar uma boa estratégia, corre o risco de tropeçar novamente...

    abraço!!

    ResponderExcluir
  3. Que o Robinho faça pelo menos um gol, como fez lá em Volta Redonda na nossa vitória contra o ex-time dele.
    No mais, é ir com tudo pra cima do Figueira e voltar com os três pontos na bagagem.
    Depois serão dois jogos em casa e uma boa chance de embalar.

    Abraço!

    ResponderExcluir
  4. Vascão 3 a 1.
    Jeferson
    Blog do Vascão
    http://www.vascao100ev.blogspot.com

    ResponderExcluir

Sinta-se a vontade para expressar sua opinião sendo Vascaíno ou não.

Saudações Cruzmaltinas