quarta-feira, 16 de setembro de 2009

Um pitaco sobre o Élton.


Não dizem que Centro-Avante vive de gols?

Vida Longa ao Élton! Artilheiro do Vasco e do rio na temporada.

Nessa terça, ele novamente deixou sua marca. Um belo gol por sinal, que nos manteve isolados na liderança e fez com que o Vasco abrisse 11 pontos em relação ao quinto colocado.

Trocando em miúdos: Ás favas com a matemática, o Vasco já subiu!

E subimos muito por conta dos gols de Élton, nosso sempre oportunista camisa 9, por quem, admito, tive, e ainda tenho algumas restrições. Não morro de amores, e acredito que ninguém morra, pelo futebol do Élton. Não foram poucas as vezes em que a única coisa de boa feita pelo jogador numa partida foi o gol. E quer coisa melhor que um gol? Não existe. No entanto, naquela maré de derrotas por 0 a 0, o atacante foi duramente criticado. Lembro que no jogo contra o Duque de Caxias a torcida hostilizou demais o camisa nove. Eu mesmo lembro de ter voltado do botequim andando pra casa a praguejar o Élton pelos gols perdidos. À época, Dorival Júnior resolveu poupar o atacante da ira da torcida, deixando de escalá-lo nos jogos em São Januário, até que ele readquirisse a melhor forma. O atacante perdeu espaço, mas batalhou e tomou novamente conta da posição.

Os gols voltaram a acontecer, e a confiança do artilheiro se restabeleceu. Como disse, ainda tenho minhas restrições em relação ao Élton. Ele ainda tem o dom de me irritar diversas vezes durante a partida- seja com passes errados, seja com domínios pífios de bola- e aquela história de só fazer o gol e mais nada em uma partida perdura. No entanto, admita: Seria o cúmulo da exigência não nos darmos por satisfeitos com um centro-avante que faz gols em quase todas as partidas, por mais que ele esteja longe de ser o atacante dos sonhos, ainda mais para nós vascaínos, acostumados a gênios do futebol naquela posição. Se em matéria de técnica e habilidade Élton passa raspando, em matéria de bola na rede, passa com louvor. No jogo fraco e de poucas chances no ABC, o matador valeu-se da única bola que lhe veio em condições de finalizar e deu números finais a dificil partida contra o "azulzinho". Élton mostra uma qualidade imprescíndivel a um atacante, oportunismo. Aproveitando-se dele, vai fazendo seus golzinhos, ajudando o Vasco e brigando pau a pau pela artilharia da série B.

Creio que no ano que vem será necessário um centro-avante de mais gabarito no nosso comando de ataque. Élton poderá ser aquele bom reserva, que dará conta do recado caso se precise dele. Por ora, não se discute. Élton é titular da equipe do Vasco e o Aloísio, quem diria, que trate de correr atrás do prejuízo.

4 comentários:

  1. Xará,

    Assino embaixo sem trocar uma vírgula. É o tipo de jogador que vai ser útil ano que vem. Hoje é titular fácil. Ano que vem, espero que não. Mas torço para que ele fique, será um reserva sempre útil e fara boa sombra em quem quer que seja o titular no momento. Já subimos sim. Mas ainda há metas a serem cumpridas. Ser campeão com mais de 75 pontos é uma delas. Abração.

    ResponderExcluir
  2. Enfim o Élton foi o "cara do 1x0". Sem pesquisar e usando só a minha corroída memória (hehehe) não me lembro de outra partida em que o Vasco venceu por um gol de diferença, com gol dele. Se teve, provavelmente foi de penalti. Mas ontem ele foi o cara do 1x0 e definiu o jogo.
    Abração João!!
    Sumido porra!

    ResponderExcluir
  3. Tomara que o Elton permaneça em 2010, há rumores que vai para a Europa.
    Abraço
    Jeferson

    ResponderExcluir
  4. Apesar de ter perdido um gol incrível na semifinal da Copa do Brasil merece ficar. Mas temos que trazer um outro bom matador para fazer sombra ao Élton.

    ResponderExcluir

Sinta-se a vontade para expressar sua opinião sendo Vascaíno ou não.

Saudações Cruzmaltinas