quarta-feira, 14 de outubro de 2009

Um passo mais longe dos Enricos!




Em um jogo onde o Nílton faz um gol de bicicleta, o Amaral um gol de craque, o Titi um de centro-avante, pode se esperar de tudo. Podemos esperar, inclusive, que alguns torcedores reclamem do time mesmo que ele tenha vencido por 4 a 1. Os chatos dirão que não traduz o que foi o jogo, insistirão em chamar o técnico de burro, apesar da vitória só ter sido construída a partir das mexidas que fez na equipe. Dirão esses: Tá vendo, porque só foi testar o Magno nesse fim de campeonato, já que esta mais do que na cara que o rapaz é um fora de série?(atenção, ironia).


Talvez o placar não traduza fielmente o que foi a partida, mas reclamar disso já é demais também. Para quem não vencia há 3 jogos, adversários do mesmíssimo quilate do Vila Nova, 4 a 1 ta de ótimo tamanho. Mas vem cá, eu dou um doce para aquele que me explicar o que passa na cabeça dos jogadores de Futebol, em especial na do Amaral e na do Élton. Logo o nosso bravo volante, odiado por muitos, e aceito por outros, que nunca faz gol, quando faz, me da uma dessas de sair comemorando provocando a torcida. O sujeito ao invés de explodir com a galera, selar a paz, prefere a provocação. O Élton é pior, pois fez o gol quando a torcida era só alegria, e mandou todos calarem a boca. Eu pergunto, por que? Por que ele fez um gol sem goleiro contra o Vila Nova? Perdeu uma bela chance de correr até ao alambrado e ouvir ” Uh ta maneiro, o Élton é artilheiro”, mesmo que saibamos que ele é meio perna de pau.


Sou totalmente contra as vaias durante os jogos. Existem, para mim, dois momentos para se vaiar: No intervalo e no final do jogo. Durante é infrutífero. Eu nunca vi a vaia ajudar ninguém a jogar melhor. E o que nós, enquanto torcedores, queremos do nosso time: execrar jogadores, ou mesmo sabendo das limitações deles apoiá-los rumo a vitória? Cada passo dado em direção á primeira, nos afasta dos vários ” Enricos” que temos no nosso time. Sei que tem gente que gosta de vaiar, e usa o argumento que me provoca náuseas: “Eu tenho direito de Vaiar, afinal, to pagando!” Se nem no "Zorra Total" isso é engraçado, que dirá na vida real. Não é porque você pagou o quanto for, que você tem direito de ir lá pra São Januário atrapalhar meu Vasco a sair dessa. Vaie mas vaie na hora certa. E, vocês, jogadores, quando fizerem seus golzinhos, comemorem, pois o que nós mais queremos é aplaudi-los.
* Em tempo: Que benção é essa seleção Sub-20! Nela, o Alex teixeira é Gênio e o Alan Kardec é craque. O alex a gente segura, mas poderíamos dar um jeito de arrumar um dinheiro com o Kardec. Deixemos que um gringo gaiato iludido compre ele acahando que é bom. Temos que aproveitar essa maré boa dele, sabe-se lá até quando vai durar...

10 comentários:

  1. O debate promete, xará. Sou contra a vaia gratuita. Mas tem horas que é impossível aguentar, como ontem depois que abrimos o placar. O time recuou, ficou displicente e irritou a torcida. Nessa hora, é quase impossível segurar a vaia. Jogadores como o Pará abusam do direito de errar. Lá na social, a coisa é meio contumaz. Ali, se vaia por vaiar, sem critério.

    Quanto ao Alan Kardec, a hora é agora. Nisso, concordamos. Abração.

    ResponderExcluir
  2. Contra as vaias? Isso é futebol! Quem não concorda com vaias, quando merecidas ( e esse time do Vasco merece, e muito), que vá jogar cartas.

    abraço

    ResponderExcluir
  3. por mais que o time esteja mal, a vaia só deve ocorrer no término das partidas...o Vasco precisa fazer todo o esforço possível para manter o Alex Teixeira, pois conforme ele vem amadurecendo, seu futebol vem subindo de produção...

    abraço!!!

    ResponderExcluir
  4. Fico impressionado com a capcidade de alguns de não entender o que eu escrevo. Sou contra as vaias enquanto a partida esta acontecendo. Nunca vi isso ajudar em nada. No intervalo e no final da partida é outra história.

    ResponderExcluir
  5. Minha modesta opinião, vamos por partes:

    1º O Nilton fez um golaço digno de placa em São Januário mas foi de voleio e não de bicicleta.

    2º Concordo sobre o gol do Amaral e do Titi.

    3º A reclamação é natural pois a maior parte do jogo o Vascão não jogou nada.

    4º A reclamação é justificável olhando por um aspecto, o time jogou sem técnica e tatica, e na hora que jogou com raça e determinação um tanto pelas vaias acabou vencendo e marcando 3 gols seguidos e por jogadores do sistema defensivo, ou seja na raça.

    5º Não concordo quando você chama de chatos alguns torcedores que pagam ingresso no dia 13 ou seja metado do mês onde a maioria já não tem mais um centavo nem pra comprar um pão e o cara se esforça pra comparecer ao estádio e ver alguns jogadores eu disse alguns jogadores e não todos nem o técnico, não honrando nosso Manto Sagrado, por isso eu digo quando falta tecnica e tatica que seja pela raça e determinação, essa que nos fez vencer em alguns pucos minutos de jogo contra o Vila, então as vaias dos chatos como eu se justificam, mas concordo que sejam no intervalo e no fim do jogo, durante não ajuda em nada, atrapalha.

    6º Essa vitória deve-se ao Dorival, de um erro de escalação reconhecido. as mudanças e correções bem sucedidas, eu diria que brilhou a estrela de um tecnico inteligente e competente.

    7º Eu reclamo de uma vitória onde vi poucos minutos de um bom futebol, pois não costumo tapar o sol com a peneira, mas não sou louco de não valorizar os 3 pontos e a manutenção da liderança, nem sempre que jogarmos uns 20/30 minutos em uma partida de 90 conseguiremos um placar de 4 a 1 você há de concordar.

    8º Concordo com tudo que você falou sobre a forma de comemoração dos gols de Amaral e Elton, mesmo que eles estivessem certos e não estão o que adianta provocar a torcida? Depois pedem desculpas na coletiva e fazem campanha pra Nação lotar o estádio, era a hora de selar a paz e comemorar, perderam a oportunidade.

    9º Não concordo quando você dis que um torcedor que paga ingresso não pode vaiar, acorda cara, país livre lembra? Todo torcedor que vai ao estadio quer seu time jogando bem e se vaia é para que eles se toquem que não são as últimas bolachas do pacote caiam na real e joguem com o minimo de raça e suem a camisa que vestem, se você dis que vaia não ajuda a um jogador jogar bem, mas pode fazer com que o técnico subistitua como Dorival o fez, e aposto que se o time estivesse jogando com um minimo de raça as vaias não surgiriam. Mas afirmo que concordo com as vaias no intervalo e no final do jogo.

    10º Quanto ao Kardec, me parece que o Inter tem interece de permanecer com ele em troca do Titi e do Ramon, para mim só pelo Ramon ja valeria.

    Brother parabéns pela postagem, são boas essas trocas de idéias, sempre na boa e na moral, tudo sempre é uma questão de opinião e respeito a sua, sou da paz e protestos só na boa e na paz sem vandalismos e palavrões.

    Grande abraço
    Jeferson

    ResponderExcluir
  6. Acho que definitivamente não entendo de futebol. Não consigo enxergar coerência nos que criticam o Alan Kardec, mas fazem vista grossa à contratação do Aluisio Chulapa, do Adriano, e até mesmo do Elton.
    Não concordo que o Burrival mexeu bem no time. Ele escalou mal, depois corrigiu. O time do Vila Nova é muito fraco. Fosse um tiquinho melhor...
    Não me considero chato. Apenas não sou idiota pra ficar num oba oba por ser lider de uma segundona que É OBRIGAÇÃO para um clube com a tradição do Vascão.

    ResponderExcluir
  7. Vou dar meu pitaco.

    Acho que o melhor é vaiar no final. É o ideal.

    Nem sempre isso acontece. Há momentos que não dá para segurar E é correto dizer que o torcedor tem o direito de vaiar.

    Agora, acho que o treinador e os jogadores tb tem o direito de posicionar com relação as vaiais!

    ResponderExcluir
  8. Eu tenho uma opiniao sobre o caso das vaias. Concordo com o Almirante, pois hora de vaiar é no final do jogo e no intervalo. Por mais que o jogador mereça, se ele estiver em campo a obrigação da torcida é apoiar. Digo isso, pois muitos jogadores às vezes ficam com medo de arriscar para a torcida não pegar no pé e nada fazem durante o jogo inteiro a não ser ficarem nervosos e errarem todos os lances.

    Um exemplo é o próprio Pará que foi vaiado o jogo inteiro e graças à isso parecia estar com medo de jogar e arriscar. Claro que o Para nao é craque, mas tenho certeza que joga muito mais do que vem jogando.

    Por isso, espero que a torcida pensem bem antes de vaiar qualquer jogador no decorrer da partida, pois elas, as vaias, podem piorar ainda mais a atuação do atleta!

    Carlos Junior
    Blog o Sentimento não Para
    http://vascaominhapaixao.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  9. Acho que o melhor é vaiar ao final do jogo, assim damos um "recado" e não prejudicamos o desempenho da equipe na partida e, talvez, possa até trazer melhoras num próximo jogo...

    Alex Teixeira --> Temos de segurar e valorizá-lo, afinal, o Vasco pode levar uma boa quantia com ele, o que ajudara mto nosso clube.

    AVANTE GIGANTE!!

    ResponderExcluir
  10. Fala Galera,
    Sou contra qualquer tipo de vaia, seja no final do jogo, seja no intervalo das partidas.
    O campo é o local de trabalho dos jogadores, eles estão exercendo um profissão quando entram em campo, um ofício.
    Acho que ninguém gostaria de ser vaiado pelo seu chefe ou pelo cliente, no local de trabalho quando não faz um bom serviço.
    Na minha humilde opinião é questão de respeito com aqueles que estão trabalhando.
    Tem que ser igual na empresas. Não fez o serviço adequado, então é demitido e não vaiar durante o expediente.

    ResponderExcluir

Sinta-se a vontade para expressar sua opinião sendo Vascaíno ou não.

Saudações Cruzmaltinas