sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

Preconceito e Paradoxos


Qualquer tipo de preconceito é inaceitável, seja ele de que natureza for. Religioso, racial, social, sexual, todos esses são igualmente abomináveis. Torcemos para um time que desde sua fundação insurgiu-se contra tais preconceitos. E, agora, a torcida vascaína insurgiu-se de novo, dessa vez praticamente vetando a contratação do técnico Antônio Carlos, alegando que esse tem em sua ficha acusações de racismo.Creio que antes de apontarmos o dedo na cara de quem quer seja, e lançar uso de um discursinho pasteurizado para defender nossas tradições de luta contra as elites, devamos olhar para nosso próprio umbigo.A Torcida que se infla de orgulho e enche a boca para dizer que não tem a mancha do racismo e do preconceito social em sua história, é a mesma que vai ao Maracanã pedir silêncio na favela, é a mesma que põe todos os torcedores do arqui rival num mesmo balaio, chama todo mundo de mulambo e bandido. É a mesma que se esquece que ela mesma já foi chamada de mulamba e arruaceira, e acaba por igualar-se na irracionalidade.


E cá pra nós, vetar Antônio Carlos por isso é uma baita babaquice. O sujeito errou, sim, errou, mas nem por isso é o pior dos viventes, e nem por isso, caso assumisse, estaríamos indo de encontro as nossa tradições. O atacante Gremista Maxi Lopes também tem sua vida marcada por um episódio de racismo, e duvido que se o contratassem a torcida teria esse tipo de reação. E por que não teria? Por que trata-se de um excelente jogador que seria extremamente útil ao Vasco.


Eu também não quero Antônio Carlos no Vasco, mas o último motivo que usaria para justificar minha opinião é o lamentável episódio de racismo em que se envolveu. Não o quero porque não o considero técnico de futebol, muito menos técnico de futebol para o meu Vasco.Um clube da nossa grandeza e importância não pode cometer o erro de fazer experiências em seu comando técnico. Como bem disse o excelente Lédio Carmona, “ clube grande não é laboratório”. Que venha Mancini, que venha o Roth, que venha o Tite, mas que venha logo e comece a trabalhar para o 2010 de alegrias que tanto desejamos se tornar realidade.

7 comentários:

  1. Eu não quero Antonio Carlos pelo simples fato do cara ser inexperiente ou seja não é momento de apostas.

    Abraço
    Jeferson

    ResponderExcluir
  2. Confesso que gosto do perfil de técnico que o time esta procurando mas não gosto do nome do Antonio Carlos Zago.

    Quanto a coluna esta perfeita.

    ResponderExcluir
  3. Bom texto almirante. Assim como a grande maioria tb não quero o AC no Vasco, é muito inexperiente e o Vasco não é lugar para testes. Mancini pode ser uma boa. Esse ano o Carioca e a Copa do Brasil são obrigações.

    ResponderExcluir
  4. Bom texto ... E graças a Deus a agonia acabou, Mancini vai assumir. E particulamente, desses nomes citados pela diretoria, o melhor. Que venha, e que faça bonito. A começar pelo Carioca!

    ResponderExcluir
  5. É senso comum dizer que não queremos o Zago por inexperiência e racismo. Mas essa é a realidade.

    Querendo ou não, fomos "acostumados", ou melhor criados a não aceitar discriminação. Essa é a nossa história. Esses são os conceitos que os vascaínos carregarão por toda a vida.

    É bom lembrar que muitos "escolhem" ser Vasco por sua linda história. Pela luta e miscigenação.

    Abs.

    ResponderExcluir
  6. AMEI o que vc escreveu! Arrepiei aqui! Qualquer forma de preconceito é repugnante e sempre me senti muito mal quando a torcida do vasco me vinha com aquela música de silêncio em favela e acho péssimo o termo mulambada, bandido, etc, pra se referir aos torcedores do flamengo. Eu sou louca, alucinada pelo Clube de Regatas Vasco da Gama, mas sou mais louca ainda pela dignidade das pessoas, que devem ser respeitadas, independente de seus pensamentos, gostos, classe social, ou o que quer que seja! Somos todos humanos e antes de atirar as pedras que saibamos proteger nossos telhados de vidro! Já sou sua fã, pelas coisas legais que escreve, agora fiquei mais ainda!!!

    ResponderExcluir

Sinta-se a vontade para expressar sua opinião sendo Vascaíno ou não.

Saudações Cruzmaltinas