segunda-feira, 22 de março de 2010

O Curioso Caso de Celso Roth (2)


Wagner Mancini ganhou sobrevida no cargo de treinador do Vasco.

No entanto, sua queda é tida como questão de tempo.

Pouco tempo.

Caso a equipe não tenha uma atuação quarta feira capaz de arrancar efusivos aplausos da torcida, sua cabeça estará a prêmio.

Não tenho dúvidas e cravo convicto: Celso Roth será o novo técnico do Vasco.

Só de ouvir esse nome, estômagos vascaínos reviram-se dentro dos buchos.

A simples especulação de seu nome causa repulsa em muitos torcedores, não só Vascaínos.

Há que ser mais justo com o bom treinador gaúcho.

Os números o colocam, indubitavelmente, como um dos melhores técnicos do futebol brasileiro nesses últimos anos.

Em 2008, comandou o Grêmio no campeonato Brasileiro e lutou pelo título com reais possibilidades até a última rodada. Em 2009, um feito ainda mais surpreendente. Deu a chance do fraco time do Galo sonhar inclusive com o título da competição.

Celso Roth é um caso deveras curioso.

Embora polido e correto, jamais conseguiu a simpatia dos torcedores e da imprensa.
Adquiriu recentemente a alcunha de “Cavalo Paraguaio”. Também pudera, esperar que suas equipes mantenham o bom nível de atuação durante todo o campeonato, é pedir demais. O técnico pode ser bom, mas precisa-se de elenco para chegar até o fim.

Celso Roth é do tipo que tira leite de pedras. Tem em mãos elencos invariavelmente fracos e mesmo assim consegue obter seus resultados à salários muito inferiores que seus coleguinhas de profissão mais renomados, tal como o Luxemburgo, que há anos não justifica seus vencimentos nababescos.

Seu trabalho a frente do Vasco em 2007 começou muito bem. O Vasco brigou diretamente pela ponta do campeonato no primeiro turno, vencer o Vasco em São Januário era tarefa Hercúlea, goleadas no caldeirão foram corriqueiras. No segundo, a queda de produção foi inevitável. Não tinha o Vasco, à época, um elenco capaz de segurar a bronca até o fim.

Nosso elenco de hoje é médio, em minha visão, superior ao de 2007. Precisamos de alguém que tire o algo mais desses jogadores. Mancini mostrou-se incapaz e acredito que hoje, com um Celso Roth mais maduro e mais rodado, poderemos almejar boas coisas.

Só nos resta saber se Mancini cai Quarta-Feira ou Domingo.

Celso Roth já procura um apartamento no Rio.

4 comentários:

  1. sinceramente meu amigo, entre Mancini e o Rooth, prefiro deixar as coisas como estão...pois esta queda de rendimento da equipe tem que haver alguma explicação, que não seja técnica, pois o time foi bem na Taça Guanabara...

    abraço!!!

    ResponderExcluir
  2. Cara, tenho que concordar com vc. Ate porque vc faz parte daqueles que assim como eu reconhcem que o elenco é razoavel e pode ser bem orientado jogar de igual para igual com todos os times do Brasil. Gosto muito do trabalho do Mancini, mas tenho que concordar que ele nao deu certo no Vascão ate agora e nao acredito que ira dar.

    Acho que a vinda do Roth pode ser uma boa, pq ele é mais experiente e sabe como lidar com jogadores do tipo do grupo do Vasco. Nao acho dificil ele vim não, ate porque nao vejo outros nomes a disposição, a nao ser que o Roberto invente um Tita ou um Gaucho da vida!

    Abraços
    Carlos Junior
    Blog o Sentimento não Para

    ResponderExcluir
  3. Celso Roth NÃO pelo amor de Deus.

    Abraço
    Jeferson

    ResponderExcluir
  4. Almirante, de fato Mancini está na corda bamba, com a corda no pescoço ou algo parecido.
    O trabalho saiu dos trilhos e não há muita esperança de melhora do rendimento do time.

    Ai se começarmos a pensar em nomes, Celso Roth é uma opção bem qualificada. Tem feito bons trabalhos e o elenco do Vasco é melhor do que a maioria dos que ele trabalhou e fez milagres nos últimos anos.

    Agora é aguardar os próximos fatos!

    Abraço e sds vascaínas!

    ResponderExcluir

Sinta-se a vontade para expressar sua opinião sendo Vascaíno ou não.

Saudações Cruzmaltinas