domingo, 11 de abril de 2010

Chora freguês!



Vasco e Flamengo fizeram um bom jogo, bastante disputado, onde a vitória, para o lado que fosse, faria justiça ao que se viu no escorregadio campo do Maracanã.

Não foi lá um jogo de tantas oportunidades de gol, mas agradável de ser ver no ponto de vista da entrega e dedicação de ambas as equipes.

E é por isso mesmo que digo que o Vasco sai derrotado, de cabeça em pé e de forma justa.

Não concorda?

Esperar isenção da pífia arbitragem Carioca( Brasileira?), quando em campo está o time da televisão, é pedir pra fazer papel de palhaço.

Sabedor dessa condição, o Vasco não foi competente para criar lances de perigo e vencer seus rivais. Não vencemos os Rubro-Negros, tampouco o homem de amarelo.

Aliás, nossa freguesia para os homens de amarelo é de longa data, desde quando os mesmos vestiam preto, e só aumenta com o passar dos anos. Sempre perdemos de goleada.

Na televisão, enquanto isso, José Roberto Wright, no mínimo, mas no mínimo um ex-árbitro polêmico e tendencioso, legitimava todas as atitudes do apitador enquanto essas favoreciam o time do patrão.

Duas pessoas viram pênalti de Márcio Careca em Léo Moura, O Wright e o senhor João Roberto Arruda. O segundo tem de ser abonado em suas faltas, pois tem somente a fração de segundo pra decidir o que houve e o que não houve. Decisão nem sempre justa e na maioria das vezes tomada no calor do momento ou regida pelas preferências da idônea federação carioca e do sistema Globo de Comunicação, ou, até mesmo, do próprio coração do árbitro, ou algo que o valha.

Para João Batista Arruda, trata-se apenas de um movimento involuntário erguer a mão para cortar o cruzamento, tão involuntário quanto prejudicar o time da Cruz de Malta. Não podemos negar que existe coerência no pensamento.

As redações dos jornais estão em polvorosa! A capa de O Globo deve estar preparadinha já: “Vagner Love faz dois e Mengão está na final.”

Felicidade geral da nação, jornais vendidos, satisfação para todos os gostos e bolsos, menos pra nós.

Mas quem somos nós? Vascaínos Chorões, que não sabem perder e sempre procuram desculpas esfarrapadas para justificar os fracassos.

A história é contada pelos vencedores, nós, derrotados, estamos aqui apenas para servir de chacota.

Amanhã ninguém lembra de nada, plantarão a crise, dirão que os adversários são imensamente superiores embora não tenham demonstrado isso em nenhuma das duas partidas que fizeram diante de nós e a vida segue seu curso normal.

Estranho seria se não fosse assim.

Mais uma derrota pro homem de amarelo. A Freguesia não para!

5 comentários:

  1. É, amigo... o Vasco terminou o primeiro tempo com 65% da posse de bola e o dobro de faltas que o adversário. Não é nada normal isso acontecer. A não ser, claro, quando o arbitro resolve marcar falta em qualquer tropeção, cavadinha, piscada de olho... a favor do adversário. Chororô é coisa de botafoguense. O Vasco é gigante e não precisamos disso. Deixa eles se vangloriarem com essa mediocridade que chamam de Campeonato Carioca. Aliás, não sabia que era jogo de vôlei no Maracanã. A FERJ sempre nos surpreende!

    ResponderExcluir
  2. Lutar contra tudo e contra todos é ilusão, começamos um campeonato que já havia um campeão decidido antes mesmo de a bola rolar, todos nós da Cruz de Malta, Cruz de Cristo, Vascaínos já sabíamos disso, mas a nossa Gloriosa História sempre nos faz lutar as lutas injustas, é assim e sempre será, a FlaMídia capitãniada pela Rede Bobo de televisão, a FlaFerj e a FlaTJD acordaram hoje com o sentimento de dever cumprido, "eliminamos a única ameaça a nossa egeminia", vida que segue no país das injustiças, mas quem liga? ninguém. Apenas nós Vascaínos que somos obrigados a ajuntar os cacos no dia seguinte após mais uma roubalheira, após mais uma vergonha nacional, mundial, esperar o que de campeonato comprado pela Globo onde a manipulação virou rotina, mas e daí, pro resto do mundo o campeonato carioca é falido, sem graça e etc..

    Abraço
    Jeferson
    Blog Águia F. C.

    ResponderExcluir
  3. Buááááá !!!!! Tem razão, o Vasco foi roubado... ahahahahahah, o freguês sempre tem razão !

    ResponderExcluir
  4. Surpreende-me o fato do anônimo ser alfabetizado.

    O Vasco roubado e só não ver quem não quer ver.

    ResponderExcluir
  5. É incrível como isso tem se tornado rotina para todo time que joga contra o Flamengo. É deplorável isso, sempre a mesma coisa, sempre esse time favorecido. Por isso e por outras que o futebol brasileiro não vai pra frente. Dá vontade de rir do slogan do carioca do ano passado: "O CAMPEONATO MAIS CHARMOSO DO PAÍS"... seria melhor "O CAMPEONATO MAIS ROUBADO DO PAÍS"!!

    ResponderExcluir

Sinta-se a vontade para expressar sua opinião sendo Vascaíno ou não.

Saudações Cruzmaltinas