terça-feira, 18 de maio de 2010

Garantia de Tranquilidade



Demorei um tempo para assimilar o que houve entre Vasco e Palmeiras em São Januário.

Foi algo que até lembrava futebol.

Tinha o cenário, tinha bola, os personagens metiam-se em calções e meiões, tudo como manda o figurino.

O problema é que para haver futebol, é preciso que as equipes se disponham a jogar, e não foi isso que vimos.

De um lado havia uma equipe completamente desorganizada e do outro, uma que apenas se defendia dessa que não sabia como atacar.

Foi um desespetáculo da melhor qualidade, com tudo que um bom desespetáculo futebolístico prescinde. Passes errados aos mil, chutes tortos, carrinhos, faltas, torcida xingando, jogador xingando, uma maravilha que só.

A torcida Vascaína pediu, melhor, implorou, melhor ainda, intimou a diretoria a fazer mudanças.

E por causa de uma mudança, tive motivação para escrever esse texto.

Celso Roth é o novo técnico do Vasco, aliás, muitos companheiros já o pediam desde quando Mancini ainda balançava no cargo.

Gaúcho não é técnico para o Vasco, talvez nem técnico ele seja. Veio para apagar um incêndio e por um breve momento até conteve as labaredas, que voltaram a arder tão logo as más atuações realimentaram o fogo.

O Elenco Vascaíno é do número de Celso Roth. Não há nada que o bom treinador gaúcho goste mais que meia dúzia de pernas de pau e uma infinidade de volantes a sua disposição.

Não há no mercado ninguém melhor para trabalhar com elencos do nosso quilate.

O Meu temor pelo rebaixamento acabou de se esvair com a chegada do Celsão.

Tudo bem, ele não ganha nunca, não tem títulos no currículo, dificilmente leva alguém a lugares de destaque, mas pelo menos sabe dar padrão tático para um time, sabe organizar uma defesa, sabe tirar o melhor das peças que tem nas mãos e acaba surpreendendo.

Tomara que seja assim no Vasco também.

Isso não anula o fato de que ainda precisamos de jogadores que cheguem e peguem a camisa de titular. Um meia, um lateral e etc, etc...

Libertadores? Não creio.

Um ano tranquilo já será um alívio.

2 comentários:

  1. Tomara que você esteja certo quanto ao Roth, não acredito, mas torço para que você esteja certo, sou Vasco acima de tudo e sempre quero o melhor para o nosso clube.

    Precisamos de reforços com certeza, e discordo quanto a um ano tranquilo se não caírmos ou pegarmos uma vaga na Sul-Americana, isso é contentarse com pouco, é ridiculo e medíocre.

    E fique a vontade para discordar sempre que quiser la no meu humilde blog.

    Abraço
    Jeferson

    ResponderExcluir
  2. Wellcome back, my brother. Sua ironia fina faz falta. A leitura do seu texto faz parte da minha rotina diária de informação. Concordo; o temor pelo rebaixamento foi bastante minimizado com a vinda ddo Roth...e só. O que, diante do quadro atual, está muito bom.

    ResponderExcluir

Sinta-se a vontade para expressar sua opinião sendo Vascaíno ou não.

Saudações Cruzmaltinas