sexta-feira, 28 de maio de 2010

O pulso ainda pulsa!




Quis o destino que o Vasco conseguisse sua primeira Vitória no Campeonato Brasileiro mediante uma virada heróica.

Uma vitória com um quê de impossível e com a cara do Vasco que queremos sempre ver.

Afinal, diante de nós não se postava uma adversário qualquer. Trata-se do Fortíssimo Internacional, Semi-Finalista da Libertadores.

Perdíamos por 2 a 0 ao fim do primeiro tempo, e qualquer um que enxergasse possibilidade de reação poderia ser taxado com toda justiça de maluco.

Com 4 volantes no meio campo e jogando de forma irritantemente burocrática, certamente não conseguiríamos essa importante vitória.

Minha vontade ao fim da primeira etapa era tomar o primeiro busão e chegar a tempo de pegar minha presença na Faculdade. Tive a sensação nítida e fúnebre do vira dois acaba quatro.

Mas meu grande amigo Cadu resolveu pagar outra gelada quando começou o segundo tempo: “ Só um copinho moleque, Vascão vai virar isso aí”- disse ele com aquela gargalhada de rir pra não chorar.

O Vasco melhorou com a entrada de Jéfersson. O toque de bola e a objetividade Vascaína aumentaram.

A reação Cruzmaltina teve início com a pintura assinada pelo pé esquerdo de Élton, logo aos 4 minutos.

Não havia mais como e nem porque abandonar o bar.

Ramón, em mais uma noite infeliz, deu lugar a Ernani. Substituição que surtiu efeito, afinal foi de nosso desengonçado lateral que se originou o gol do inacreditável empate.

Um pênalti com cara e jeito de Wagner Diniz em que Héber Roberto Lopes foi na onda. Já era hora do Vasco ser beneficiado decisivamente em uma partida crucial. Coutinho bateu e empatou.

A igualdade no placar já era bem mais do que eu poderia esperar, a virada era utopia.

Mas ela veio! Meu Deus do Céu! Meus olhos não acreditaram quando viram o petardo de Nílton estufar as redes de Abondanzieri.

Dirão alguns que foi por conta do protesto que o Vasco conseguiu o resultado, mas não foi.

O resultado foi fruto da postura mais agressiva que tivemos na segunda etapa, se deve muito a entrada do Jéfersson, que deu um toque de criatividade ao meio campo quadradão do Vasco, se deve ao fato dos jogadores terem acreditado que era possível reverter o que se desenhava como imponderável, sem desespero e sem desorganização.

A primeira coisa que fui procurar saber ao chegar em casa foi se o Jéfersson não sentiu nenhuma dor, se não rompeu nenhum ligamento, pois ficou claro que ele calçando chuteiras será de grande utilidade ao Vasco.

Torço para que a virada não tenha sido apenas no placar, e sim na postura dos jogadores. Que eles recuperem a confiança e assim os bons ventos voltem a soprar a nosso favor.

É hora do Vasco se posicionar como time grande e conseguir os 6 pontos nas próximas duas rodadas, algo perfeitamente possível.

O período de 40 dias de pausa certamente será proveitoso, mas é de suma importância terminar as 7 primeiras rodadas o mais longe possível das últimas posições e quem sabe até próximo das primeiras.

Essa vitória quer dizer que nosso time é bom, que nosso elenco é qualificado, que vamos para a Libertadores? Não creio. Por enquanto ela diz apenas....

Aleluia Irmãos, o Vasco deu sinal de vida!

Já é um começo.

6 comentários:

  1. Se vencermos os 3 jogos no rio daremos um salto na tabela, vamos Vascão, pra cima deles...

    Abraço
    Jeferson

    ResponderExcluir
  2. É, esperamos que o Jéferson continue com a chuteiras. E que, mais brevemente possível, Fágner e Carlos Alberto se inspirem e também tirem os chinelos.
    Abraço,
    Francisco

    ResponderExcluir
  3. Tomara que continue jogando como jogou no segundo tempo.
    Sou inclusive capaz de afirmar que o primeiro tempo jogamos mal em virtude da palhaçada proporcionada por alguns integrantes de uma torcida organizada que invadiram o treino. Os jogadores sobre pressão não tentaram nada, ficaram com medo de dar um chute, um passe mais arriscado etc. Estavam com medo, não queriam ficar com a bola no pé.

    ResponderExcluir
  4. Enfim, o Vasco ganhou a primeira partida neste Brasileirão. Tomara que este empenho não tenha ficado apenas neste jogo.

    E gostaria de saber se o seu blog quer fazer parceria com o meu, que é sobre o Vasco também: o TORCEDORES DO VASCÃO. O link dele é este- http://torcidacrvg.blogspot.com

    Já o e-mail de contato é este- torcida.crvg@gmail.com
    Estou no aguardo da sua respota.

    Abraços.

    ResponderExcluir
  5. Fala, Xará.

    Contra o foguinho, eu torço que jogue o VASCO do segundo tempo. O VASCO da etapa incial, nunca mais, se DEUS quiser. Esse gelo, sai ou não dai?

    ResponderExcluir
  6. Faaaaala aeeee. Blz?

    Esse é o nosso verdadeiro Vascão. Pra cima deles !!!!!

    Brother, vamos trocar links de visitas ?? www.vascaoamoreterno.blogspot.com

    Abraços e Saudações Vascaínas !!!

    ResponderExcluir

Sinta-se a vontade para expressar sua opinião sendo Vascaíno ou não.

Saudações Cruzmaltinas