terça-feira, 24 de agosto de 2010

Jogo fácil? Não mesmo!


O Vasco atravessa a Dutra nesta quarta feira para enfrentar o São Paulo.

E a coisa não está nada boa lá nas bandas do bambizal. O time ainda não tem técnico, jogadores importantes do elenco andam insatisfeitos no clube, e a torcida colorida deles anda saltitante como sempre, só que dessa vez é de raiva.

Prenúncio de jogo fácil? NÃO MESMO!

Primeiro que no melhor, mais disputado e mais equilibrado campeonato nacional do mundo não existe jogo fácil. É tudo muito parelho, tudo muito igual.

Segundo que, independente do momento vivido pelas equipes, é sempre complicado bater os tricolores paulistas em seus domínios. Lá se vão 8 anos que não atingimos tal feito. Na época de nosso último triunfo, Romário ainda se encontrava em processo inicial de estatuatização. Além do que, mesmo estando numa posição desconfortável, os paulistas contam com bons jogadores e têm time para estarem em condições muito melhores.

Mas uma coisa é certa, o Vasco nunca esteve nesses últimos anos em tão boas condições de quebrar esse Tabu, e o São Paulo também nunca esteve tão propenso a ser derrotado.

Entraremos em campo amanhã com expectativas e possibilidades concretas de sairmos com os 3 pontos. Acreditar no triunfo não é coisa de torcedor apaixonado, como foi nos últimos campeonatos. Porque acreditar a gente sempre acredita, mas hoje Acreditamos com “A” Maiúsculo!

E veja só como o mundo dá voltas. Em todos esses anos, uma vitória contra o São Paulo representaria uma folga do rebaixamento para nós e um freio na busca de posições na parte de cima para os paulistas. Hoje os papéis se invertem. Nossa vitória pode colocar a empáfia tricolor no grupo dos rebaixados e nos alçar ao g-4, muito embora necessitemos de uma combinação improvável de resultados para lá estarmos já nessa rodada.

PC Gusmão levará a campo a mesma equipe que iniciou o clássico de domingo, desde que o tribunal aja com bom senso no julgamento de Carlos Alberto. Se Absolvido, o Capitão formará trio de ataque com Zé Roberto e Éder Luiz. Felipe novamente atuará como ala e veremos até que ponto isso pode dar certo. Acredito que durante alguns momentos da partida Nílton ocupe aquele setor, dando liberdade para o maestro cair para armação, o que melhorou consideravelmente a atuação Cruzmaltina diante da Unimed.

Salvo engano, essa será a primeira vez na era dos pontos corridos em que enfrentaremos nossos vice-campeões de 89 em condição de superioridade na tabela. Quem sabe isso também não signifique melhor sorte para o time da Colina? É nisso que eu acredito!

@joao_almirante

3 comentários:

  1. Fala amigo,

    É mesmo, vai ser duro, mas ao mesmo tempo estamos numa fase boa, acredito na vitória.

    Depois dá uma passada no meu Blog, acabei de criar, é só de vídeos do Vascão. Estou atualizando sempre. Pra quem gosta de viajar nos vídeos, esse é o blog !

    Abraços.

    ResponderExcluir
  2. Pois é... Não vai ser fácil mesmo, mas estou confiante no "Quarteto Fantástico" do Gigante da Colina (Carlos Alberto, Zé Roberto, Felipe e Éder Luis) em cima do Tricolor Paulista.

    Vascão, vamos que vamos!!

    Saudações Vascaínas!!

    ResponderExcluir
  3. Brother o jogo vai ser complicado, mas depois de alguns anos, hoje temos a real condição de fazer um bom resultado no Morumbi, aguardemos.

    Abraço
    Jeferson
    Diretor
    Águia F. F.

    ResponderExcluir

Sinta-se a vontade para expressar sua opinião sendo Vascaíno ou não.

Saudações Cruzmaltinas