segunda-feira, 25 de outubro de 2010

O Script (maldito!) de sempre


Não houve fato novo, nem nada que causasse espanto em ninguém.


O Vasco rezou a cartilha de sempre. Começa melhor, abre o placar, cede a bola e o campo ao oponente, e acaba castigado perto do fim. Na boa companheiros, alguém aí duvidava que cederíamos o empate mais cedo ou mais tarde no jogo de ontem?


Que time miserável meu camarada!! Será possível!!!? Já que não vamos pra lugar nenhum, que pelo menos busquemos incessamente a vitória. Se por conta disso formos derrotados, paciência. Agora não importa mais. Empate é literalmente igual a derrota na atual conjuntura.


Como já havia adiantado, não houve fato novo.


Não importa o nome do cidadão.De Gutemberg de Paula à Péricles Bassols, passando por João Batista Arruda, é tudo juiz e, via de regra, juiz é tudo uma porcaria. Quando se fala da federação carioca..vixi... melhor parar por aqui.


O juiz, contudo, acertou em cheio na expuslão de Dedé, que vinha fazendo partida soberana, dominando com ampla facilidade qualquer que fosse o adversário. O zagueirão exagerou na vontade e acabou acertando em cheio a canela de Willians. Vermelho direto, vermelho mais do que justo e o perdão da torcida vascaína, mais do que instantâneo. O que não falta pro Dedé é moral junto da galera. Dedé foi pro chuveiro e minhas esperanças de ver o Vasco manter a vantagem mínima até o fim escorreram pelo ralo. Só ele e Fernando Prass seriam capazes de fazer o Vasco suportar a pressão a que nós, por livre e espontânea vontade, sempe nos submetemos. Prass tentou, e conseguiu, pelo menos, evitar a derrota.


Apesar de ter acertado na expulsão e aplicado a lei do jogo à risca, o juiz esteve longe de bem conduzir a partida. Pecou pela falta de critério, marca registrada da arbitragem tupiniquim, e acabou pro acirrar os ânimos dentro de campo. Toda hora se via o juiz discutindo e ofendendo os jogadores. O que será que o tribunal fará quanto a isso? Nada!


O juiz não vai sofer punição alguma, é capaz do Dedé pegar 900 jogos de suspensão, e o Vasco vai ficar exatamente onde está, parado no meio da tabela.


Aliás, nenhum fato novo.

Um comentário:

  1. Pois é meu caro Almirante, pena que não humilhamos a mulambada, mas o nome do jogo foi concerteza esse tal de Gutemberg de Paula Fonseca. Estávamos com o jogo ganho até que um preso em liberdade condicional empatou o jogo. O lado positivo do jogo é que mais uma promessa vascaína foi lançada: Diogo (não confunda com o pano de chão 43 do Flamerda).

    Se o Vasco quiser mesmo esta vaga para a Libertadores, terá que se empenhar muito.

    Abraços e saudações vascaínas.
    Visite, siga e comente- http://torcidacrvg.blogspot.com

    ResponderExcluir

Sinta-se a vontade para expressar sua opinião sendo Vascaíno ou não.

Saudações Cruzmaltinas