sexta-feira, 5 de novembro de 2010

Empatou, menos mal...


Razão e coração duelaram ontem.

A razão recomendava que eu ficasse em casa, repousasse e esperasse que a dor de cabeça que me afligia fosse embora. Já o coração, fustigava meu juízo, exigindo que eu cumprisse o meu dever de vascaíno e enfrentasse quaisquer adversidades para assistir a partida entre Vasco e Grêmio Itinerante.

Convencida nos acréssimos, a razão estava uma “arara” quando chegou com dez minutos de atraso no bar e já pôde constatar que o Vasco perdia. Disse a razão com sua voz sóbria empregando, contudo, o vocabulário do coração : “ “Eu avisei que isso ia dar merda!”

O coração era obrigado a concordar com sua irmã . O cenário não poderia ser pior. Concordaram, também, que a substituição de Rafael Carioca por Rafael Coelho, antes mesmo dos 20 minutos, não fazia muito sentido.

Quando um técnico faz uma substituição antes dos 18 minutos do primeiro tempo, das duas uma: Ou ele é um visionário, ou ele é um desvairado.

PC Gusmão está mais para a segunda opção e,ainda que o Vasco tenha virado a partida na primeira etapa, não foi a alteração inócua de Rafael Carioca por Rafael Coelho que possibilitou tal reação.

O Vasco virou porque tem capacidade técnica superior ao Prudente e porque tem em seu meio-campo um jogador diferenciado, Felipe, que, com dois cruzamentos milimétricos, deu dois gols para o jovem- e fraco- Rômulo.

O Vasco veio diferente para a segunda etapa. Rafael Coelho preferiu passar mal no vestiário à fazer a torcida passar mal nas arquibancadas com seu futebol nauseabundo. Para seu lugar, Fumagalli, que como todos sabem, é o Fumagalli e nada além disso carece ser dito.

Quase nada se viu na segunda etapa. Uma chancezinha aqui, outra ali, um passezinho do Felipe, um contra-ataque sempre disposto a ser assassinado por um inconstante Zé Roberto, e por fim, uma má notícia: Éder Luis se machucou e não deve jogar o clássico(zinho) de domingo.

Razão e Coração voltaram para casa satisfeitos na medida do possível. O Coração disse que valeu a pena, porque para o coração tudo vale a pena, mesmo uma vitória à duras penas . A razão, ainda que visivelmente contrariada, disse que pelo menos vencemos e afastamos de vez o fantasma do rebaixamento. O duelo empatou.

2 comentários:

  1. Jogamos mal, o que já era esperado por todas as dificuldades. COnseguimos os 3 pontos e naturalmente, o time jogará melhor no próximo jogo.
    Felipe chamou o jogo para si e arrebentou e foi legal ver o jovem Rômulo marcar seus primeiros gols, que o ajudarão a ganahr mais confiança e subir de produção.

    Abraço e sds vascaínas!

    ResponderExcluir
  2. Faaala amigo Almirante.
    Jogamos muito mal, mas ganhamos os 3 pontos.
    Acho que a hora do PC sair já se aproxima a passos largos.

    Abçs e SV

    Carlos Vascaíno.

    ResponderExcluir

Sinta-se a vontade para expressar sua opinião sendo Vascaíno ou não.

Saudações Cruzmaltinas