sexta-feira, 8 de julho de 2011

Detalhes


Talvez amanhã seja a última chance do Vasco se inserir na briga pelas primeiras posições.

Vencer o Internacional nos manterá no bolo, com uma distância ainda recuperável da primeira colocação.

A tabela nos reserva a chance de dar um salto interessante.

Depois dos colorados, enfrentaremos o Atlético Paranaense, Atlético MG e Bahia.

No melhor dos cenários, conquistando 100% dos pontos nessas partidas, estaríamos certamente entre os primeiros colocados.

No entanto, é uma leviandade tratar o futebol tão racional e matematicamente.

A matemática se aplica aos esportes, mas futebol é “jogo”.

O campeonato dos pontos corridos é vencido pela regularidade e o Vasco não vai se criar batendo apenas em times já batidos pela própria natureza.

É preciso cortar a cabeça dos rivais diretos, especialmente em casa. O Inter é um deles.

É preciso também apurar o elenco, não só para disputa do título do brasileirão, mas já pensando na sonhada e, muito possível, conquista da Libertadores.

A maior parte do que já precisamos, nós temos, em termos de jogadores titulares, desde que não ocorram transferências.

A base está montada: Prass, Dedé, Anderson Martins, Rômulo, Juninho , Felipe, Éder Luiz.

São necessários dois laterais titulares, e essas contratações devem ser feitas de maneira cirúrgica, assim como será preciso muito cuidado na hora de conseguir um matador. Nenhuma moeda pode ser desperdiçada.

Evidente também que essas não são as únicas carências, é preciso rechear o elenco. Trazer mais um bom zagueiro, de preferência experiente; mais um bom atacante de velocidade para brigar por posição com Éder Luis, um lateral reserva para esquerda e um novo camisa 10, se Diego Souza continuar morcegando.

Torço para que não. É difícil encontrar um jogador no mercado do nível que o Diego Souza pode atingir. Do nível que está, é possível encontrar melhores no atual banco de reservas do Vasco. A presença dele na Saga em 2012 está sujeita ao desempenho que terá no decorrer desta temporada.

E se as carências são assim tão flagrantes, é bom que as soluções comecem a ser encontradas desde agora. Para dar tempo do time se entrosar, ganhar corpo e chegar no ano que vem, aí sim, favorito à conquista de todos os títulos da temporada.

O Vasco precisa de bem pouco para que isso aconteça. Com pressa, e um pouco de sorte, ainda é possível disputar o Brasileiro.

Com o que já temos, vencer a Sul-Americana não seria de causar espanto.

São poucos os ajustes necessários para o Vasco voltar a ser forte como tem que ser.

Detalhes.

3 comentários:

  1. Cara, esse é o segundo post seu que leio, mas to gostando muito! Vou favoritar seu blog!

    ResponderExcluir
  2. Também acho que são apenas DETALHES a serem mudados em nosso time.
    Mas, como você disse, as soluções PRECISAM ser encontradas agora. Pra ontem.
    Esse tempo para o time se entrosar é fundamental.
    Ter Juninho no Vasco,sem dúvida nenhuma,faz muita diferença.
    E hoje,tenho certeza, essa diferença que ele faz no time dará a guinada para chegarmos as primeiras posições.

    * Leva toda minha positividade pro caldeirão hoje Almirante, e volta com uma vitória MONUMENTAL!!!

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Matador já temos: Alecgol (peça de suma importância na conquista da Copa do Brasil)

    Temos, sim, é que contratar um reserva para ele, pois o perna de pau do Élton não é jogador a altura do Vasco.

    ResponderExcluir

Sinta-se a vontade para expressar sua opinião sendo Vascaíno ou não.

Saudações Cruzmaltinas